A Confederação Nacional do Trabalho publica a Plataforma de Negociação Coletiva para o ano de 2017. Este documento emana os acordos da Ação Sindical do XI Congresso celebrado em Zaragoça, em 2015. No mencionado comício, a CNT decidia pela elaboração anual de plataformas de negociação coletiva que servissem de guia permanente para os processos de negociação que os Sindicatos e Seções Sindicais da CNT realizassem. O documento que agora se apresenta foi criado pelo Grupo de Trabalho de Ação Sindical da Secretaria de Ação Sindical do Secretariado Permanente do Comitê Confederal da CNT, e discutido pelo conjunto da Organização, de maneira prévia a sua aprovação no Pleno Confederal celebrado em novembro de 2016.

espanha-cnt-publica-sua-plataforma-de-negociacao-1

Essa Plataforma de Negociação Coletiva inclui propostas centrais para as reclamações ante a negociação de convênios coletivos e pactos de caráter não estatutários, incluindo, entre outras, as demandas em que a CNT luta em matéria salarial, de contratação ou organização do trabalho, e inclui uma importante olhada de gênero na hora de colocar em prática tais reclamações.

A Plataforma de Negociação Coletiva para o ano de 2017 pode ser consultada neste endereço: http://cnt.es/plataforma-de-negociaci%C3%B3n-colectiva-de-la-cnt e se encontra também acessível na seção de documentos deste sítio.

Fonte: http://www.cnt.es/noticias/cnt-publica-su-plataforma-de-negociaci%C3%B3n-colectiva-para-el-a%C3%B1o-2017

Tradução > Liberto

agência de notícias anarquistas-ana

Vento de verão
vem com bafo de mormaço –
garoa ameniza.

Anibal Beça