Greve Geral: 28 de abril de 2017.

Os integrantes da Liga Anarquista no Rio de Janeiro estarão ao lado das pessoas trabalhadoras e desempregadas no dia 28 de abril participando e fortalecendo a Greve Geral contra as reformas trabalhista e previdenciária propostas pelo atual governo do PMDB, e que seguem em curso no congresso nacional do Brasil.

Nós consideramos que os trabalhadores nas ruas, parando a produção, os serviços, os transportes, na cidade do Rio de Janeiro e em todo o país, podem cancelar estas reformas contra as pessoas trabalhadoras e desempregadas.

Tais reformas são a declaração de guerra contra aqueles que geram as riquezas: nós trabalhadores. A retirada de direitos básicos nas relações de trabalho que já são favoráveis aos patrões, empresários e bancos agora agrava-se contra nós gente trabalhadora e nos impõe injustiças e explorações semelhantes às vividas nos idos do inicio do século XX. Quando em 1917 os trabalhadores e os anarquistas lado a lado  foram obrigatoriamente levados a construir e realizar esta que foi a maior greve geral já vivenciada na classe trabalhadora.

As Centrais Sindicais, Federações e Sindicatos em geral não estão ao lados dos trabalhadores e trabalhadoras há décadas. Uma burocracia sindical que pariu uma classe de elite sindicalista se perpetua nas diretorias sindicais por interesses e benefícios pessoais. Inquéritos judiciais já dão conta de diretores de sindicatos e centrais sindicais recebendo propina para impedir ou dificultar greves. Também os sindicatos e centrais são balcões de negócios usados pelos partidos para eleger seus candidatos e logo que eleitos viram as costas para os trabalhadores.

Nossa luta agora é ir para as ruas,  cancelar as reformas trabalhista e previdenciária. Após nossa conquista partimos para mudar a organização  sindical para termos um sindicalismo livre das elites sindicais e autônomo em relação aos partidos políticos.

Saudações trabalhadoras à toda gente trabalhadora e desempregada. Vamos parar a produção, boicotar o comércio, suspender os serviços e transportes. A classe trabalhadora é a verdadeira geradora da riqueza de um povo para o povo. Greve Geral livre e autônoma até o cancelamento das reformas trabalhista e previdenciária.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Brasil, Conjuntura nacional, Trabalhadoras/Trabalhadores, Trabalho e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s